domingo, 21 de fevereiro de 2010

Amor e aceitação




O amor é a linguagem, e a linguagem do amor é silenciosa. Quando dois amantes estão em profunda harmonia, quando suas vibrações estão simplesmente sincronizadas uma com a outra no mesmo comprimento de onda, então há o silêncio, então os amantes não gostam de conversar. 

Quando você está num profundo amor, pode segurar a mão do seu amado ou amada, mas permanecerá em silêncio... em completo silêncio, sem nem sequer uma ondulação. Nesse lago sem ondulações da sua consciência, algo é transmitido, a mensagem é dada. Trata-se de uma mensagem sem palavras.

O Tantra diz que a pessoa precisa aprender a linguagem do amor, a linguagem do silêncio, a linguagem da presença um do outro, a linguagem do coração, a linguagem das entranhas. Nós aprendemos uma linguagem que não é existencial, uma linguagem alienígena; utilitária, é claro, que preenche um certo propósito, mas no que se refere a investigação mais elevada da consciência ela é uma barreira. No nível mais baixo, tudo bem; é claro que no dia-a-dia você precisa de uma certa linguagem, e o silêncio não servirá. Mas quando você se move mais fundo e mais alto, a linguagem não servirá.

O Tantra diz para aceitar tudo o que você é. Você é um grande mistério de muitas energias multidimensionais; aceite isso e se porte com cada energia com uma profunda sensibilidade, com consciência, com amor, com compreensão. Mova-se com ela! Então cada desejo se torna um veículo para ir além, cada energia se torna uma ajuda; então este mesmo mundo é o nirvana e este mesmo corpo é um templo, um templo sagrado, um lugar sagrado.
O Tantra diz que não existe nenhuma dualidade. Se existir a dualidade, você não pode uni-las e, não importa quanto você tente, elas permanecerão duas; não importa como você as uma, elas permanecerão duas e a luta continuará, o dualismo permanecerá.
O Tantra diz que não há dualidade, que ela é apenas uma aparência. 

Portanto, por que ajudar a aparência a se fortalecer? O Tantra pergunta por que ajudar essa aparência a de dualidade a se fortalecer? Dissolva-a neste exato momento! Seja UM! Através da aceitação você se torna UM, e não através da luta. Aceite o mundo, aceite o corpo, aceite tudo o que for inerente a ele. Não crie um centro diferente em você mesmo, pois para o Tantra esse centro diferente nada mais é do que o ego. Não crie um ego e simplesmente fique consciente do que você é. Se você lutar, então o ego estará presente.

O Tantra diz para não lutar! Então não há possibilidade para o ego... Se entendermos o Tantra, haverá muitos problemas, porque para nós, se não houver luta, haverá apenas permissividade. Para nós, nenhuma luta significa permissividade. Mas para o Tantra a permissividade então é a “nossa” permissividade. O Tantra diz para ser permissivo, mas com consciência.
Você está com raiva... O Tantra não dirá para não ficar com raiva, mas para ficar inteiramente com raiva, mas esteja consciente. O Tantra não é contrário a raiva, mas é apenas contrário ao estado de sono espiritual e à inconsciência espiritual. Esteja consciente e esteja raivoso, e este é o segredo do método: se você estiver consciente, a raiva é transformada e se torna compaixão. A mesma raiva, a mesma energia, se tornará compaixão.

Se você lutar com ela, não haverá possibilidade de acontecer a compaixão. Não haverá raiva porque você a reprimiu, mas também não haverá nenhuma compaixão, porque somente a raiva pode ser transformada em compaixão. Se você for bem sucedido em sua supressão, o que é impossível, então não haverá sexo, mas também não haverá amor, porque com o sexo morto, não há energia para crescer em amor. Você ficará sem sexo, mas também ficará sem amor, e então todo o ponto é perdido, porque sem amor não há divindade, sem amor não há libertação, sem amor não há liberdade.

O Tantra diz que essas mesmas energias dever ser transformadas; em outra palavras: se você for contra o mundo, não haverá nirvana, porque esse mesmo mundo é o que deve ser transformado no nirvana. Então você estaria contra as energias básicas que são a fonte. 

Dessa maneira, a alquimia tântrica diz para não lutar, para se amigável com todas as energias que lhe foram dadas. Acolha-as, sinta-se grato por você sentir raiva, por você ter sexo, por você ter ganância. Sinta-se grato porque essas são as fontes ocultas, e elas podem ser transformadas, podem ser abertas. E, quando o sexo é transformado, ele se torna amor, e o veneno desaparece, o que é feio desaparece.
A semente é feia, mas quando se torna viva, ela brota e floresce, e então há beleza.

Para o Tantra, tudo é sagrado. Lembre-se disto: para o Tantra tudo é sagrado, nada é profano. Olhe para isso desta maneira: para uma pessoa irreligiosa, tudo é profano; para uma pessoa pretensamente religiosa, uma coisa é sagrada e outra é profana. O Tantra diz que tudo é sagrado, e é por isso que não podemos entendê-lo. Ele é o ponto de vista não-dual mais profundo – se pudermos chamá-lo de ponto de vista. Ele não é, porque todo ponto de vista fatalmente é dual. Ele não é contra coisa alguma; portanto, não é um ponto de vista, mas uma unidade sentida, uma unidade vivida.
.
(Osho – partes extraidas do Tantra, O caminho da aceitação)

14 comentários:

  1. Lindo seu blog, gostaria que você fosse conhecer o meu www.odeliriodabruxa.blogspot.com
    Um beijo
    Denise

    ResponderExcluir
  2. "As fontes ocultas" parecem carregar o estigma do profano, quando pode ser a chave para a transformação, o crescimento, a evolução. Prefiro ver as sementes da mudança potencializando o ser humano na sua integralidade. Essa visão positiva quebra a hostilidade e espalha energia amorosa ao mundo, tão necessitado de melhores sentimentos a movê-lo.

    Lindo texto, belíssimo espaço que me cativou!

    Abraço grande Kátia, voltarei sempre!

    ResponderExcluir
  3. Katia,
    Amei seu blog e partilho da mesma fé, dos mesmos sentimentos; convido você a visitar o Livro & Arte, ficarei feliz com sua acolhida. Vou seguir esse blog desde já. Fique com Deus.
    beijos
    Almira

    ResponderExcluir
  4. Que saudades de vir aqui!!!
    O blog tá lindo e cheio de luz! E esse texto do Osho, como faz bem pra alma...
    grande bjo

    ResponderExcluir
  5. Ola Denise, Almira e Marion, sintam-se acolhidos e muito bem vindos a este espaço. Obrigada pelos elogios, fico muito feliz que tenham gostado daqui. Em breve retribuirei a visita. Puxa Denise, eu penso exatamente como voce... aquilo que chamamos de profano pode conter a chave para a transformação e as sementes do sagrado, portanto tudo deve ser acolhido sem julgamentos. Quem sabe um dia chegaremos lá ;-) Eu acredito nisso!
    Um grande abraço a todos e muita luz!

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde pessoa especial!
    Visitei um pedacinho do seu coração, que é seu blog, encantador o seu compromisso com o amor.
    Se tiver um tempinho visite o meu cantinho tbém.
    Com muito carinho
    Hana

    ResponderExcluir
  7. Kátia. Este espaço é sempre maravilhoso. Estar aqui é sempre um enorme prazer. Beijos e um ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  8. Oi Marcelo, olá Maria José, adoro receber a visita de vocês viu?! Meus companheiros nesta jornada, eu admiro e adoro a forma como comunicam conhecimentos tão fundamentais atualmente. Este trabalho é lindo! Saibam que é um prazer e uma enorme honra recebê-los aqui! Gratidão! Beijos e muita luz!

    ResponderExcluir
  9. Oi Denise, adorei o nome do seu Blog "O delirio a Bruxa". Vou visita-la com certeza!!! Olá Hana, obrigada de coração por suas palavras, senti um carinho tão sincero que me senti tocada! Em breve retribuirei a visita. Gratidão por estarem aqui! Um beijo enorme, tenham um dia lindo!

    ResponderExcluir
  10. Katia,

    lindo, delicado e sensivel teu blog. Amei! Esses dias ouvi uma minha professora dizer: Amor é quando estamos atentos, presentes em uma coisa, em uma pessoa, na nossa vida. Lendo teu texto lembrei dessa frase. Vou linkar tb teu blog no meu. E virei sempre aqui, com certeza.

    beijos, beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi Daniela,
    Adorei receber sua visita! Sou super fã do teu blog Baile no Céu e do modo leve e criativo que você interpreta a Astrologia. Adoro! Seja muito bem vinda aqui! Obrigada pelo carinho.
    Beijos, beijos e um ótimo final de semana pra ti.

    ResponderExcluir
  12. Mulher...
    Que traz beleza e luz aos dias mais difíceis
    Que divide sua alma em duas
    Para carregar tamanha sensibilidade e força
    Que ganha o mundo com sua coragem
    Que traz paixão no olhar
    Mulher...
    Que luta pelos seus ideais,
    Que dá a vida pela sua família
    Mulher...
    Que ama incondicionalmente
    Que se arruma, se perfuma
    Que vence o cansaço
    Mulher...
    Que chora e que ri
    Mulher que sonha...
    Tantas Mulheres, belezas únicas, vivas,
    Cheias de mistérios e encanto!
    Mulheres que deveriam ser lembradas,
    amadas, admiradas todos os dias...
    Para você, Mulher tão especial...
    Feliz Dia Internacional da Mulher!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Katia. Estava relendo este texto e pude perceber o quanto é importante deixar fluir as emoções, para que elas possam ser modificadas ao nível consciente. O que percebo é que muita gente as encobre, por sentirem-se incomodados ao assumir parte de um comportamento ou sentimento que os incomoda. Não aceito isso em mim, não sou assim... então, escondo, visto uma capa de cordeiro e vivo "feliz" sendo outra pessoa. Beijos e sempre parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  14. Adoro esse teu espaço. Além das palavras e imagem, ele proporciona encontrar a própria alma de quem se busca.
    Obrigado

    ResponderExcluir

Os seus comentários são muito bem vindos e enriquecem este espaço. Gratidão por estar aqui e compartilhar a sua opinião. Seja bem vindo(a).

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails